Família e Escola

OS DEZ MANDAMENTOS DO DEVER DE CASA


1- Jamais faça a lição por seu filho ou permita que outros o façam (avós, empregada, irmão mais velho, amigo). Tenha clareza de que a lição é de seu filho e não sua, portanto, ele tem um compromisso e não você. Deixe-o fazendo a sua tarefa e vá fazer algo seu. Ele precisa sentir que o momento da tarefa é dele.


2- Organize um espaço e um horário apropriados para ele fazer as tarefas.


3- Troque idéias ou formule perguntas para ajudar no raciocínio, mas só se for requisitado. Não dê respostas, faça perguntas, provoque o raciocínio.


4- Oriente, a correção fica a cargo do professor. Importante: não vale apagar o erro de seu filho. Quem deve fazer isso é o professor. Aponte os erros (torne o erro construtivo).




5- Diga “tente novamente” diante da queixa. Refaça. Recomece. Caso seu filho perceba que errou, incentive-o a buscar o acerto ou uma nova resposta. Demonstre com exemplos que você costuma fazer isso. Nesse caso, valem os itens anteriores para reforçar este.


6- Torne o erro construtivo. Errar faz parte do processo de aprender (e de viver!). Converse, enfatizando a importância de reconhecermos os nossos erros e aprendermos com eles. Conte histórias que estão relacionadas a equívocos.


7- Lembre-se de que fazem parte das tarefas escolares duas etapas: as lições e o estudo para rever os conteúdos. As responsabilidades escolares não findam quando o aluno termina as lições de casa. Aprofundar e rever os conteúdos é fundamental.


8- Não misture as coisas. Lição e estudar são tarefas relacionadas à escola. Lavar a louça, arrumar o quarto e guardar os brinquedos são tarefas domésticas. Os dois são trabalhos, no entanto, de naturezas diferentes. Não vincule um trabalho ao outro, e só avalie as obrigações domésticas.


9- Não julgue a natureza, a dificuldade ou a relevância da tarefa de casa. A lição de casa faz parte de um processo que começou em sala de aula e deve terminar lá. Se você não entendeu ou não concordou, procure a escola e informe-se. Seu julgamento pode desmotivar seu filho e até mesmo despotencializar a professora e, conseqüentemente, a tarefa de casa e seus objetivos.


10- Demonstre que você confia em seu filho, respeita suas iniciativas e seus limites e conhece suas possibilidades. Crie em clima de camaradagem e consciência na família, mas não deixe de dar limites e ser rigoroso com os relapsos e irresponsabilidades.



FONTE: http://educandocomcarinhoo.blogspot.com/




5 comentários:

Géssica disse...

Olá, Sil.
Vim te convidar para um jogo literário.
Veja como se joga no Projetos e Ideias (http://nossosprojetoseideias.blogspot.com)
beijos

Káthia Marchand disse...

Sil, minha querida,
Fico feliz prá caramba de vc ter me visitado. Nossa, faz tempo que a gente não troca visitas, né? Rsrsrsrsrsr ... Sabe o que eu mais gosto qdo chego aqui? o seu comprometimento, a sua alma envolta com o saber, o ensinar, o ser humano prá vc tem valor. E hoje em dia são tão poucas as professoras assim ... fui a reunião escolar do 2º grau do meu filho e não senti isto diretamente.
Enfim, obrigada, adorei o visual do blog. Tá lindíssimo, suave, assim como vc!!!
Bjos!

Rosangela Barros disse...

Oi Sil!! Tb adoro seu espaço!!!
Mt obrigado pela visita! Um fim de semana iluminado por Deus para vc!!
Ah! me cadastrei notopo blog e estou concorrendo. Se possível e tb se vc se sentir confortável para isso, passa lá no essencia e vota em meu blog! É só clicar no icone que encontra´se na barra lateral! Bjs!

Patrícia disse...

Olá, gostei muito desse texto, é esclarecedor. Beijos...

Perfil disse...

Sil!!!

Obrigada pelas palavrinhas de carinho!!!
Amei!
Beijinho no coração!