Livrinho: O Galinho apressado

Adorei!! Por isso trouxe para dividir com vocês.










"O GALINHO GARNISÉ ERA MUITO APRESSADO. TUDO QUE ELE FAZIA, FAZIA DEPRESSA DEMAIS. A GALINHA GARNISÉ, SUA MULHER, VIVIA DIZENDO:
-MARIDINHO, NÃO SE AFOBE. MARIDINHO, NÃO SE AFOBE.
MAS O GALINHO NÃO ESCUTAVA OS CONSELHOS DA GALINHA."




"UM DIA, ESTAVA O GALINHO BICANDO UNS GRÃOS DE MILHO,

E TANTO SE APRESSOU, TANTO SE AFOBOU, QUE PIMBA!

ENGASGOU-SE COM UM GRÃO DE MILHO.

ENGASGOU E CAIU DE PATINHAS PRO AR,

SEM PODER RESPIRAR, QUE NEM MORTO. "




"A GALINHA SE ASSUSTOU E FOI CORRENDO PROCURAR A PATROA, GRITANDO:
-AI, PATROA, PATROINHA, ME DÊ DEPRESSA UM POUCO DE MANTEIGA,
PRA EU PASSAR NA GARGANTA DO GARNISÉ,
QUE SE ENGASGOU COM UM GRÃO DE MILHO.
A PATROA RESPONDEU:
-CORRA DEPRESSA PARA A VAQUINHA,
PEÇA QUE LHE DÊ UM POUCO DE LEITE,
QUE EU BATO O LEITE E FAÇO MANTEIGA."



"A GALINHA CORREU PARA A VACA.
-VACA, VAQUINHA, ME DÊ DEPRESSA UM POUCO DE LEITE,
PRA PATROA BATER E FAZER MANTEIGA, PRA EU PASSAR NA GARGANTA DO GARNISÉ, QUE SE ENGASGOU COM UM GRÃO DE MILHO.
-CORRA DEPRESSA PARA O PATRÃO, PEÇA PARA ELE LHE DAR UM POUCO DE GRAMA FRESCA, PRA EU PODER DAR LEITE.
A GALINHA CORREU PARA O PATRÃO."



"-PATRÃO, PATRÃOZINHO! ME DÊ DEPRESSA UM POUCO DE GRAMA FRESCA,
PRA VAQUINHA DAR LEITE, PRA PATROA BATER MANTEIGA, PRA EU PASSAR NA GARGANTA DO GARNISÉ, QUE SE ENGASGOU COM UM GRÃO DE MILHO.
-CORRA DEPRESSA PARA O FERREIRO, ME TRAGA UMA FOICE,
PRA EU PODER CORTAR A GRAMA."




"A GALINHA CORREU PARA O FERREIRO.
- FERREIRO, MEU FERREIRO, ME DÊ DEPRESSA UMA FOICE, PRA EU LEVAR PRO PATRÃO, PRA ELE CORTAR A GRAMA, PRA EU LEVAR PRA VACA, PRA VACA DAR LEITE, PRA EU LEVAR PRA PATROA, PRA PATROA BATER MANTEIGA, PRA EU PASSAR NA GARGANTA DO GARNISÉ, QUE SE ENGASGOU COM UM GRÃO DE MILHO."





"O FERREIRO DEU A FOICE NOVA PRA GALINHA LEVAR PRO PATRÃO, PRO PATRÃO CORTAR A GRAMA FRESCA, PRA GALINHA LEVAR PRA VACA, PRA VACA DAR LEITE, PRA GALINHA LEVAR PRA PATROA, PRA PATROA BATER MANTEIGA, PRA GALINHA LEVAR PRA PASSAR NA GARGANTA DO GARNISÉ."





"ENTÃO O PATRÃO CORTOU A GRAMA, A VACA COMEU A GRAMA E DEU LEITE EFEZ A MANTEIGA, E A GALINHA, MAIS QUE DEPRESSA, LEVOU A MANTEIGA PARA O GARNISÉ, E PASSOU A MANTEIGA NA GARGANTA DELE, APERTOU UM POUCO E GLU! O GRÃO DE MILHO ESCORREGOU E DESCEU PRO PAPO DO GALINHO."



"E O GALINHO GARNISÉ PULOU, VOOU PARA A CERCA E CANTOU COM A GARGANTA TODA AMANTEIGADA, A PLENOS PULMÕES:
-COCORICÓÓÓÓÓÓ!
(MAS NÃO SEI SE DEPOIS DISSO O GALINHO GARNISÉ FICOU MENOS APRESSADO. SE NÃO FICOU, AZAR DELE!)."


FONTE:http://aninhablaka.blogspot.com



1 comentário:

Pedagoga Tatiana disse...

Adorei!
Simplismente fantastico!
Bjbjb